Relato de menina raptada e violada ajudou PJ a identificar o agressor

Menor de sete anos foi raptada no Seixal e depois abusada e abandonada a meio da noite, longe de casa.
Por Sofia Garcia, Tânia Laranjo e Miguel Curado|03.09.18
As horas da tragédia no rapto de menina no Seixal
Uma menina de sete anos foi raptada, violada e abandonada, horas mais tarde, a mais de um quilómetro do local de onde tinha desaparecido. As autoridades policiais montaram uma caça ao homem mas, até às 23h30 deste domingo, o predador, já identificado, continuava a monte.

Os relatos de um primo da vítima, que viu o agressor momentos antes do squestro e o próprio relato da menor atacada, permitiram à PJ identificar o suspeito, que está em fuga.

Tudo aconteceu pelas 18h00 de sábado. A criança brincava com dois primos menores, no parque das piscinas da Amora, Seixal, quando foi levada por um homem de meia-idade. Dizia ser familiar da menina, o que levou a que ninguém desconfiasse. Alertadas para o desaparecimento, as autoridades iniciaram as buscas, mas sem sucesso. A criança acabou por ser abandonada, pelas 05h00 deste domingo, a 1,5 km do parque infantil. Estava desorientada e perturbada. Um popular viu-a e alertou a polícia, que a acolheu. A vítima, contou, então, à PSP o que se tinha passado.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!