Sub-categorias

Notícia

Perícia diz que menor abusada tem 14 anos em vez de 12

Pai adotivo admitiu que engravidou a menina e está em liberdade.
Por Francisco Manuel|11.10.17
As perícias dentárias efetuadas à menor que foi abusada pelo pai adotivo em Matosinhos indicam que a idade biológica da menina é de 14 e não 12 anos, como consta na cédula de nascimento e cartão de cidadão. Apesar disso, como os abusos terão começado há dois anos, este dado não irá alterar a qualificação jurídica do crime.
Perícia diz que menor abusada tem 14 anos em vez de 12

Ontem, a menor foi ouvida para memória futura e confirmou aquilo que terá contado à PJ quando o caso foi descoberto. A menor estava grávida e abortou. O pai adotivo confessou logo o crime e admitiu que era o pai do bebé.

Foi durante uma consulta médica que a mãe adotiva descobriu que a menina estava grávida de nove semanas e que o marido era o pai do bebé. A menina abortou e foram efetuados exames de ADN ao feto.

O pai adotivo confessou os abusos e foi libertado pela juíza de turno que o ouviu em primeiro interrogatório no Tribunal de Matosinhos. A menina foi entregue aos cuidados de uns tios, mas pouco tempo depois regressou ao lar. O pai adotivo teve de abandonar a casa por estar proibido de contactar a menina.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub