Sub-categorias

Notícia

Mulher incendeia casa com sobrinhos a dormir

Ex-funcionária pública, de 44 anos, ateou fogo a monte de roupa no quarto da irmã.
Por Liliana Rodrigues e Tânia Laranjo|17.03.17
Consumida pelo desejo de vingança da irmã, tentou matar dois sobrinhos incendiando a casa onde ambos estavam a dormir, em Vila Meã, Amarante. Por sorte, a mãe chegou a tempo de salvar os jovens - um rapaz de 19 anos e a irmã de 16. A incendiária, de 44 anos e que já foi funcionária pública na Câmara de Amarante, foi detida pela Polícia Judiciária do Porto na quarta-feira à tarde, horas depois de ter cometido o crime. Ontem foi ouvida no tribunal de Marco de Canaveses por um juiz de instrução.

Eram 07h30 de quarta-feira quando a mulher atacou. Deixou a irmã sair de casa para levar o filho mais novo à paragem de autocarro e entrou em silêncio na habitação, onde sabia que os sobrinhos dormiam. Levava várias peças de roupa que colocou no chão, no quarto da irmã, e lançou-lhe fogo com recurso a um isqueiro. Rapidamente as chamas tomaram proporções maiores e provocaram graves prejuízos na moradia. Por sorte, os dois irmãos escaparam ao fogo, combatido pelos bombeiros. A pirómana, entretanto, é suspeita de ser responsável por um fogo florestal, em setembro do ano passado. E recentemente incendiou o próprio carro.

Guarda do filho pode explicar o crime
A tensão entre as duas irmãs dura há vários anos, apurou o CM, mas intensificou-se desde que a pirómana perdeu a guarda do filho, que foi entregue à irmã. Esta situação pode explicar a atitude da arguida, embora tenha optado por não querer falar do caso perante as autoridades, depois de ter sido detida pela Polícia Judiciária do Porto, na quarta-feira à tarde. Deverá ser sujeita nos próximos dias a uma perícia psiquiátrica.


Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub