Sub-categorias

Notícia

Polémica com líder da investigação de acidente em Tires

Diretor em substituição. Trabalho pode ser posto em causa.
Por Cristina Serra e Sérgio A. Vitorino|20.04.17
O despacho do governo que nomeou o diretor do gabinete que investiga acidentes aéreos foi publicado no dia seguinte à tragédia de Tires, segunda-feira, em que a queda de uma avioneta matou cinco pessoas. A nomeação, sem concurso, é polémica. Nelson Oliveira liderava a investigação a acidentes ferroviários - fundida com a congénere de aviação civil a 1 de abril - e, segundo fontes consultadas pelo CM, não terá "competência técnica" para nomear ou liderar investigadores de acidentes aéreos.

"Havia o risco de a investigação ao acidente ser desconsiderada - até por seguradoras - por não ter líder tecnicamente capaz. Esse risco mantém-se porque o novo diretor [Nelson Oliveira] não tem competência para nomear investigadores de acidentes aéreos. Essa é função de um coordenador técnico com conhecimento na área, lugar que está por preencher", acusou a mesma fonte.

O Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários foi criado pelo ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques. O ministério diz que Nelson Oliveira foi nomeado em substituição e que se seguirá o concurso na Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública. Sobre o risco de invalidade da investigação, refere que foram pedidos pareceres às autoridades europeias do setor sobre a "formulação do decreto e do gabinete".

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De ROLF20.04.17
    É o país que temos, de ignorantes e incompetentes. Há um acidente aéreo grave e...discute-se quem o vai investigar, entretanto as provas foram tratadas a martelo e levadas a maior parte delas e quiçá as mais importantes , para a lixeira...
2 Comentários
  • De pitu20.04.17
    É um país de incompetentes e cambalachos e compadrios.
    Tenho 64 anos mas tenho esperança de ainda ver este país governado decentemente e por competentes.
    Ser ministro não é só para mandar, tem que ser competente.
    Responder
     
     0
    !
  • De ROLF20.04.17
    É o país que temos, de ignorantes e incompetentes. Há um acidente aéreo grave e...discute-se quem o vai investigar, entretanto as provas foram tratadas a martelo e levadas a maior parte delas e quiçá as mais importantes , para a lixeira...
    Responder
     
     0
    !

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub