Sub-categorias

Notícia

Polícia Judiciária deteve pastor suspeito de atear incêndio na serra do Alvão

Terá sido autor de fogo que consumiu uma área de 250 hectares de mancha florestal.
18.05.17
Polícia Judiciária deteve pastor suspeito de atear incêndio na serra do Alvão
Bombeiros recebem subsídio de 60 euros por cada turno de 24 horas durante as fases críticas de combate aos fogos Foto Miguel Veterano
A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta quinta-feira a detenção de um pastor que está "fortemente indiciado" pela prática de um crime de incêndio florestal que ocorreu em janeiro, na Serra do Alvão, em Vila Real.

A detenção do homem, de 53 anos, foi feita pela Unidade Local de Investigação Criminal da PJ de Vila Real, com a colaboração do Serviço de Proteção da Natureza e Ambiente (SEPNA), da GNR.

Segundo explicou a Judiciária, em comunicado, o incêndio ocorreu no dia 17 de janeiro, cerca das 17h00, e consumiu uma área de 250 hectares de mancha florestal, constituída por mato e pinheiro bravo de regeneração natural.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub