Sub-categorias

Notícia

Polícias viram costas à ministra

Duas dezenas de agentes em protesto marcam cerimónia do 150º aniversário da PSP.
Por João Carlos Rodrigues|14.07.17
Mais de 20 polícias, vestidos de preto, marcaram o 150º aniversário da PSP com um protesto em frente ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, à ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, e ao diretor nacional daquela força de segurança, Luís Farinha. Em silêncio, viraram costas ao púlpito durante os discursos de Constança Urbano de Sousa e do superintendente-chefe Luís Farinha.

Segundo apurou o CM, o protesto foi organizado à margem das associações sindicais e quis mostrar a indignação com os problemas na progressão de carreiras, a falta de viaturas operacionais e de condições nas esquadras, bem como os atrasos nas transferências: há agentes à espera há 20 anos. 
Polícias viram costas à ministra


O protesto ganhou mais força quando um dos quatro drones que a PSP estava a usar na cerimónia ficou destruído durante o desfile de centenas de viaturas e de elementos da PSP, em frente ao Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa. O evento ficou também marcado por referências ao processo revelado no início da semana em que 18 elementos da esquadra da PSP de Alfragide são acusados de tortura e de crimes motivados por ódio racial contra moradores da Cova da Moura.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub