Sub-categorias

Notícia

"Portugueses não comem TGV"

Passos Coelho disse que a oposição "não serve para governar".
Por José Rodrigues|27.07.15
  • partilhe
  • 0
  • +
"Portugueses não comem TGV"
Pedro Passos Coelho e Miguel Albuquerque este domingo na Festa do Chão da Lagoa, na Madeira Foto Homem de Gouveia/Lusa
O primeiro-ministro acusou este domingo, na Festa do Chão da Lagoa, Madeira, o PS de ter sido o "desgoverno para o País" e defendeu que "não podíamos estar como estávamos porque os portugueses não comem TGV [comboios de alta velocidade], nem autoestradas e dívidas".

Entre elogios ao novo presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, que considerou "o rosto e a alma do novo tempo que se abriu na Madeira", Passos Coelho pediu, com "humildade", aos eleitores portugueses o apoio para ter a oportunidade de "dar uma nova alma a Portugal". E à oposição dirigiu palavras duras: "A oposição é precisa em Portugal, mas não serve para governar." E explicou: "Quando a oposição governou foi o desgoverno para o nosso país."

Passos lembrou, mais uma vez, que as dificuldades que o País atravessou nos últimos quatro anos não foram trazidas pelo atual Governo, mas "pelos socialistas". E isso, acrescentou, "os portugueses não devem esquecer" Durante boa parte do discurso, atribuiu ao anterior governo a responsabilidade pelas medidas difíceis que teve de aplicar. "Depois de muitas facilidades, com muito dinheiro a correr no País ao longo destes anos, o que aconteceu foi o crescimento do desemprego e da estagnação da economia", disse. E justificou: "Não podíamos continuar como estávamos. Os portugueses não comem TGV, os portugueses não comem autoestradas nem comem dívidas. Têm de as pagar e suportar e, por isso, não se esquecem desse tempo em que se preparou esta crise que vencemos agora."

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De joaquimtavares56527.07.15
    que memória tão curta, pra onde este foi dar piadinhas, logo um dos lugares onde mais construção e obras públicas se fizeram e que mais contribuíram para a ruína das contas públicas da Madeira e nossas infelizmente. Já se esqueceu do que disse a sua grande amiga Merkell do desperdício na Madeira? É preciso ter muita lata e não ter mesmo vergonha nenhuma.<br/><br/>Continua a valer tudo para quem tanta ética e transparência prometeu.<br/><br/>
3 Comentários
  • De Koala Costa27.07.15
    Politicos destes mais vale perder TRÊS que ACHAR UM.
    Responder
     
     1
    !
  • De joaquimtavares56527.07.15
    que memória tão curta, pra onde este foi dar piadinhas, logo um dos lugares onde mais construção e obras públicas se fizeram e que mais contribuíram para a ruína das contas públicas da Madeira e nossas infelizmente. Já se esqueceu do que disse a sua grande amiga Merkell do desperdício na Madeira? É preciso ter muita lata e não ter mesmo vergonha nenhuma.

    Continua a valer tudo para quem tanta ética e transparência prometeu.

    Responder
     
     2
    !
  • De Pontes27.07.15
    Aves de rapina; todos ...
    Responder
     
     1
    !

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub