Sub-categorias

Notícia

Professores e pais unidos contra Crato

Professores, pais, directores, funcionários, psicólogos e inspectores de educação juntaram-se numa frente comum por causa das medidas do ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, que aceitou receber representantes destes agentes na próxima segunda-feira, numa espécie de cimeira da Educação.
19.07.12
  • partilhe
  • 0
  • +
Professores e pais unidos contra Crato
Dezenas de professores iniciaram ontem nas capitais de distrito uma vigília pela Educação, que termina hoje às 12h00. Convocada através do Facebook, a vigília reuniu perto de cem pessoas junto ao Parlamento, em Lisboa, e outras tantas na Pç da República, Foto Sérgio Lemos

A reunião foi pedida em conjunto por nove organizações: Fenprof (professores), Confap e CNIPE (pais), ANDE e ANDAEP (directores), FNSP e STAL (funcionários), SNP (psicólogos) e SIEE (inspectores). Entre as principais estruturas, apenas fica de fora a Federação Nacional de Educação (FNE).

As entidades que solicitaram a reunião "pretendem respostas às preocupações e esclarecimentos para as suas dúvidas", referiu a Fenprof.

Albino Almeida, da Confap, lamentou que "o diálogo que o ministro prometeu não exista". "Convergimos com sindicatos e directores na constatação de ausência de diálogo. Está toda a gente cheia de dúvidas e os pais também. Há muita coisa para falar", disse ao CM.

Para Adalmiro Fonseca, da ANDAEP, "as preocupações são comuns a todos". "Nunca vi um fim de ano como este com tanta mudança na lei", afirmou ao CM.

Esta cimeira tem lugar numa altura em que diversas mudanças podem atirar para o desemprego 20 mil professores contratados e deixar com horário-zero sete mil docentes do quadro.

A tutela confirmou ontem ao CM que uma circular/orientação foi enviada às escolas para que medidas contra o insucesso escolar sejam consideradas componente lectiva. "Note-se que medidas como a coadjuvação ou o desdobramento no ensino profissional vão contar como componente lectiva, mas outras não, como as actividades na biblioteca", referiu a tutela.

PSP evacua galerias após protestos

A PSP evacuou ontem asgalerias do Parlamento devido aos protestos de dezenas de professores (entre eles o líder da Fenprof, Mário Nogueira), que gritavam aos deputados "mentirosos" e "não sabem o queestão a fazer". O protesto ocorreu durante a apreciação parlamentar do diploma da revisão curricular pela Comissão de Educação. A oposição pedia a suspensão do diploma e acusou PSD e CDS-PP de hipocrisia. 

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
8 Comentários
  • De caparica19.07.12
    Nunca vi tanto LIXO junto a protestar contra a vassoura. FORÇA CRATO. Só se temem as medidas quando não temos capacidade Mental para as enfrentar. Contesta, significa que o Crato está no bom caminho
    Responder
     
     16
    !
  • De jucas19.07.12
    Esta gente gosta dandar na rua a mostrar-s,fazer barulho,são os esquerdimos falsos.Estudei na escola publica com 30,32 alunos, queriamos aprender.Hoje são poucos os alunos interessados e prof. com capacidade prós aturar
    Responder
     
     14
    !
  • De P19.07.12
    O Sr. Crato são enganou quem se quis deixar enganar. Eu sempre o critiquei e acho-o uma nódoa, pois não percebe, nem nunca percebeu nada de educação! É apenas um mero tecnocrata que atua ao sabor de interesses privados.
    Responder
     
     11
    !
  • De manuel19.07.12
    Este senhor Crato enganou-me bem,agora lá se foi a máscara.
    Responder
     
     9
    !
  • De renas19.07.12
    Pois é acabem com os 400 presidentes de camara,vereadores e deputados, ai sim esta bem,quero ver quando as pessoas tiverem que pagar os serviços da saude e da educação a peso de ouro, depois queixem-se 30 aluns numa sala
    Responder
     
     10
    !

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub