Sub-categorias

Notícia

Prostituta morta com 53 facadas

Cliente descontente com serviço sexual de Telma Messias.
Por Miguel Curado|11.10.17
Dois meses depois de ter assassinado a portuguesa Telma da Silva Messias com 53 facadas, na Passagem de Ano de 2014 para 2015, deixando o corpo em decomposição dentro de um apartamento de Epinal – cidade do nordeste de França –, Yves Chanal, de 36 anos, foi preso pela polícia local.

Começou ontem a ser julgado e justificou o crime, que confessa, com o desagrado que sentiu relativamente ao serviço de prostituição prestado pela vítima.

Na primeira sessão de julgamento, decorrida no tribunal de Epinal, o arguido descreveu aos magistrados aquilo que já tinha avançado durante a fase de inquérito, em que, preso, participou numa reconstituição do crime. Yves Chanal disse ter contratado os serviços da prostituta Telma Messias, de 44 anos.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub