Sub-categorias

Notícia

PSP forma para enfrentar terror

Equipas de Intervenção recebem pistolas-metralhadoras.
Por Miguel Curado|03.12.17
A PSP está a dar formação às Equipas de Intervenção Rápida (EIR, que complementam o patrulhamento urbano) e às Equipas de Prevenção e Reação Imediata (EPRI, que usam motos e combatem crime violento) para enfrentarem situações suspeitas de serem ataques terroristas. Os elementos que integram estas unidades estão ainda a receber armamento (pistolas-metralhadoras) vindo da Unidade Especial de Polícia.

Ao CM, fontes policiais disseram que esta é uma medida que integra as Grandes Opções Estratégicas desta força de segurança, para o quadriénio 2017-2020. "Desde finais de 2015, com os atentados terroristas em França, que as forças de segurança estão a readaptar o respetivo policiamento à ameaça terrorista, e esta é uma medida que se enquadra nesse âmbito", referiu uma das fontes.

Assim, tanto as EIR como as EPRI, que são unidades constituídas como recurso do dispositivo territorial da Polícia em situações de alteração de ordem pública, começaram por receber pistolas metralhadoras (Pietro Beretta e HKMP5), vindas da Unidade Especial de Polícia, bem como capacetes e coletes balísticos.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De !03.12.17
    Tretas camufladas
1 Comentário

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub