Queixas por burla podem explicar ataque a ‘vidente de Fátima’

Teoria de roubo eliminada por o Porsche ter sido incendiado pouco depois do ataque.
Por Francisco Manuel|19.12.17
A Judiciária de Aveiro admite que o roubo pelo método de carjacking de que foi alvo Carlos Gabriel pode ter sido levado a cabo por alguém descontente com os serviços do homem que se autointitula ‘vidente de Fátima’.

'Vidente de Fátima' vítima de carjacking
As suspeitas surgem na sequência das dezenas de queixas por burla que estão a ser investigadas pela PJ em todo o País. Algumas delas foram entretanto arquivadas por falta de provas.

Carlos Gabriel foi vítima de carjacking ao final da madrugada de domingo, quando chegava a casa, em S. Bernardo, Aveiro, pouco depois de ter fechado o bar de que é proprietário naquela cidade.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!