Sepulturas abertas geram onda de revolta

Sinos da aldeia na Figueira da Foz tocaram a rebate e foi chamada a GNR.
Por P.G.|11.04.18
A população de Santo Amaro da Boiça, Figueira da Foz, está indignada após encontrar roupas de duas crianças - uma sepultada há 37 anos e outra há 18 - fora das campas.

O caso foi detetado após obras, feitas por uma firma contratada pela junta de freguesia, para resolver o problema da falta de espaço no cemitério. "Atiraram as roupas com as cinzas dos anjinhos contra o muro", grita Maria da Luz, familiar.

Maria de Lurdes, que é proprietária de uma das sepulturas, diz que gritou todo o dia.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!