Sub-categorias

Notícia

Sete anarcas presos em ataque à pedrada

Capacetes pintados de preto, gorros passa-montanhas a cobrir a face e pedras na mão. Foi assim que se apresentaram, entre centenas de manifestantes nos confrontos com a PSP, anteontem à noite, junto à Assembleia da República, Lisboa. Sete pessoas acabaram detidas, entre elas três com ligações ao movimento anarca de Lisboa, RDA69 – Regueirão dos Anjos 69 –, outras de um grupo organizado de extrema -esquerda da zona de Setúbal.
07.10.12
Sete anarcas presos em ataque à pedrada
Centenas arremessaram pedras contra a PSP. Sete manifestantes foram detidos por coacção e resistência Foto Filipa Couto

Pelo menos um dos detidos é também membro de uma claque do Sporting – o Grupo 1143. Um agente da PSP ficou ferido num braço e numa perna, quando consumava uma detenção.

A manifestação ‘Invasão da Assembleia’ foi convocada através da rede social Facebook, tendo cerca de nove mil pessoas mostrado intenções de participar. No entanto, apenas cerca de 500 pessoas marcaram presença pelas 16h00 de sexta-feira junto ao Parlamento, muitas com ligações a grupos anarco-libertários das duas margens do Tejo.

À semelhança do que já tinha acontecido na manifestação antitroika de 15 de Setembro, a PSP notou que, aliados a grupos radicais, compareceram jovens dos bairros problemáticos das zonas de Lisboa e Setúbal. Além dos sete detidos, foram identificadas 10 pessoas. Uma delas é um rapaz de 15 anos apanhado a atirar uma garrafa de vidro contra polícias. Se já tivesse 16 anos, idade da maioridade legal, o adolescente tinha sido detido.

Os confrontos com a polícia começaram pelas 19h00, com o derrube de grades de segurança e arremesso de garrafas de vidro. Os sete detidos, com idades entre os 20 e os 45 anos, serão amanhã julgados sumariamente na Pequena Instância Criminal de Lisboa, por resistência e coacção sobre funcionário.

A PSP apreendeu três lenços, uma máscara, uma camisola e um gorro passa-montanhas.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
14 Comentários
  • De zearosa13.10.12
    nao sei bem o que e' anarquismo de\direita ou esquerda mas existi-lo num dos lados nao serao medidas do governo um exemplo degradante dessa condiçao partidario de alteraçoes constantes de atitude na vida das pessoas
    Responder
     
     0
    !
  • De João11.10.12
    A Polícia pode ter a identificação tapada e recusar-se a dá-la quando solicitada mas nós não podemos vestir camisolas???
    Responder
     
     1
    !
  • De Vitor Marinho09.10.12
    Mais um texto para emoldurar. O exemplo de bom e isento Jornalismo. E depois há pessoas desempregadas... muitas!
    Responder
     
     2
    !
  • De A.PEREIRA08.10.12
    NALGUNS DOS CHAMADOS BAIRROS PROBLEMÁTICOS, TAMBEM VIVEM AGENTES DA AUTORIDADE, SEGURANÇAS DE CENTROS COMERCIAIS,SEG.DE DISCOTECAS, SEG.DE AGENTES DO GOVERNO, SEG.DA CP E METRO ETC.TODOS AUTORIZADOS GOVERNAMENTALMENTE
    Responder
     
     5
    !
  • De António07.10.12
    "O povo português são todos malandros,não querem trabalhar,temos 1.200 Milhões só há porrada é que vão trabalhar...o governo e a policia coitados fartam-se de trabalhar e ainda por cima o povo não agradece..."Continua..
    Responder
     
     13
    !

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub