Sub-categorias

Notícia

Sexo ao vivo invade as redes sociais

Casais cada vez menos preocupados com locais onde mantêm relações e com as consequências.
Por João Carlos Rodrigues|18.05.17
A difusão de vídeos na internet com cenas de sexo em locais públicos não pára de crescer. Desde casais em pleno ato no interior de discotecas ou em jardins abertos a todos, passando por praias, escolas, quartéis militares ou hospitais, há de tudo. É uma moda que pode ter consequências para os envolvidos e que já provocou mortes por suicídio. Em Portugal, um dos casos mais recentes ocorreu numa das mais populares discotecas de Lisboa.

Sexo filmado vira moda em discotecas de Lisboa
As imagens começaram a correr na internet em março do ano passado e mostravam vários casais na casa de banho do Main em práticas sexuais explícitas. Ao lado, amigos filmavam com os telemóveis enquanto faziam comentários de incentivo. Na altura ninguém se parecia importar com a privacidade, mas as imagens tornaram-se públicas nas redes sociais.

No verão de 2016, o vídeo de um casal a ter sexo num parque de Paredes de Coura com uma criança ao lado causou polémica. Mas as imagens, mesmo não sendo consentidas, permitiram abrir um processo criminal aos protagonistas por abusos sexuais sobre a menor.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De racejay_goog19.05.17
    É fechar todas as discotecas que permitam tais actos..!!
1 Comentário
  • De racejay_goog19.05.17
    É fechar todas as discotecas que permitam tais actos..!!
    Responder
     
     0
    !

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub