Sub-categorias

Notícia

Supressão de barcos prejudica quem trabalha

Passageiros que vivem nos concelhos da Margem Sul e trabalham em Lisboa prejudicados com a falta de carreiras.
Por Sofia Garcia|10.10.17
  • partilhe
  • 0
  • +
As constantes supressões de carreiras na ligação fluvial entre o Seixal e o Cais do Sodré, em Lisboa, têm deixado descontentes cada vez mais utentes da Transtejo/Soflusa.

Quem diariamente depende das embarcações do Cais Fluvial do Seixal para chegar à capital diz-se prejudicado. "Tenho visto muitas supressões e o maior impacto é no emprego, porque depois tenho de fazer compensações de horário. É complicado", explicou Dominique Reis, utente.

As avarias nos navios são a principal causa para as supressões das carreiras que acontecem sem aviso prévio. "É uma incógnita. Posso chegar aqui e ter um barco ou posso ter de esperar. Ainda há poucos dias, eu e muitas pessoas ficámos 45 minutos à espera porque a embarcação das 08h45 não existiu. Sem aviso. No site não havia informação", contou ao CM Carla Batista, que trabalha no Cais do Sodré.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub