Tenente-coronel apresenta queixa contra chefe do Exército

Mário Maia afirma que Rovisco Duarte ignorou denúncia.
11.01.18
  • partilhe
  • 8
  • +
O tenente-coronel Mário Maia, diretor do 127º curso de Comandos, no qual em 2016 Dylan Silva e Hugo Abreu morreram do esforço físico e desidratação extremos, apresentou queixa no Ministério Público contra o chefe do Estado-Maior do Exército, general Rovisco Duarte.

Afirma que o responsável máximo ignorou a denúncia de que tinha sido entregue aos investigadores um falso guião indicando que os instruendos poderiam beber até 5 litros de água/dia, quando o dado aos instrutores assinalava o máximo de 3 litros.

Estavam mais de 40 graus centígrados. O Exército afirma ao CM desconhecer a queixa. Mário Maia está fechado no quartel a cumprir pena disciplinar.


pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!