Sub-categorias

Notícia

Três ataques à bomba com dois GNR feridos

Explodiram três ATM em hora e meia. Perseguidos, lançaram pó de extintor para militares.
Por Patrícia Lima Leitão e Paulo Jorge Duarte|13.11.17
No espaço de hora e meia, três caixas multibanco foram assaltadas com recurso a explosões, este domingo de madrugada, nos concelhos de Barcelos, Esposende e Vila Nova de Gaia. Os quatro ladrões atuaram encapuzados e fugiram sempre num BMW preto. Terão roubado várias dezenas de milhares de euros. Num dos casos, dois GNR ficaram feridos.
Três ataques à bomba com dois GNR feridos

O primeiro caso ocorreu em Lijó, Barcelos, pelas 04h30. O ataque ao ATM instalado no supermercado Mendes destruiu a fachada do estabelecimento e acordou os moradores do largo da Igreja. "Ouvi o estrondo e vim com um vizinho ver os estragos. Estava tudo partido", contou Manuel Mendes, dono do ‘super’. "Pela janela, ainda os vi a fugir num carro escuro", disse Valdemar Mendes, funcionário de um café próximo.

Perto de 40 minutos depois, às 05h10, o alvo foi a caixa da Cooperativa Agrícola de Esposende. Aqui, uma patrulha da GNR cruzou-se com os assaltantes e iniciou uma perseguição que chegou à A28. Na fuga, os ladrões abriram, então, extintores, deixando os militares sem visão e obrigados a parar a marcha. A inalação do pó de extintor levou a que os GNR tivessem de ser hospitalizados.

Em Canidelo, Gaia, o grupo voltou a atuar, às 06h00, encapuzado e armado. A explosão causou destruição numa padaria. Antes da fuga, ainda ameaçaram disparam sobre vizinhos que acordaram com o estrondo. A PSP tentou perseguir o gang, mas sem sucesso.


pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub