Sub-categorias

Notícia

Último adeus a menino morto pela mãe

“Ficámos em lágrimas”, disse uma popular com uma flor branca na mão.
Por Tiago Virgílio Pereira|15.09.17
Foi ontem a sepultar o corpo de Rafael Gonçalves, de 11 anos, que morreu estrangulado às mãos da mãe, Ilda Gonçalves, terça-feira, em Sortelhão, Guarda. As cerimónias fúnebres decorreram debaixo de forte emoção e, quando o corpo saiu da igreja, dezenas de pessoas bateram palmas no último adeus à criança. "Estamos em lágrimas, o menino era de todos nós", disse uma popular com uma flor branca na mão.

"Isto nunca se viu aqui. É uma tristeza, uma criança tão pequenina", comentou outra mulher que participou nas cerimónias marcadas por lágrimas, emoção e dor. A mãe não foi ao funeral. Está internada na ala psiquiátrica do hospital da Guarda e desconhece-se quando será presente ao juiz. Para a PJ, a investigação está praticamente concluída. O relatório preliminar da autópsia aponta para que a criança tenha sido estrangulada.

Foram detetadas marcas de mãos no pescoço e sangue derramado nos olhos. Foram também recolhidas amostras toxicológicas para perceber se a criança foi ou não drogada. Mas esses resultados ainda não são conhecidos. A mãe deixou uma carta a pedir desculpa e a justificar o ato.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub