Sub-categorias

Notícia

Viola enteada durante a noite

Funcionário da Câmara de Palmela obrigava menor a sexo.
Por Magali Pinto|10.01.18
  • partilhe
  • 1
  • +
Os abusos sexuais prolongaram-se ao longo de dois anos, em Palmela. A vítima começou a ser atacada pelo padrasto quando tinha 13 anos e o pesadelo da menina só terminou em novembro do ano passado, quando a mãe da rapariga chegou a casa e viu o companheiro a abusar da filha. O casal vivia junto há oito anos. O predador, de 45 anos, funcionário da Câmara Municipal de Palmela, foi agora detido pela Polícia Judiciária de Setúbal.

Segundo o Correio da Manhã apurou o homem ficou obcecado pela enteada. Controlava o telemóvel e as conversas da menor nas redes sociais e foi quando descobriu que a jovem tinha namorado que os abusos sexuais se intensificaram.

Por medo e vergonha, a rapariga nunca denunciou o padrasto. A vítima era sujeita a todo o tipo de práticas sexuais quando a companheira se ausentava e até mesmo quando a mulher estava a dormir. Em novembro passado, a mãe da rapariga entrou em casa e viu o predador a abusar sexualmente da filha. Imediatamente obrigou-o a sair de casa e participou o caso no posto da GNR daquela zona.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!