Sub-categorias

Notícia

Violada na mata à frente das filhas

Ciumento porque a mulher trabalhava em hamburgueria.
Por Sérgio A. Vitorino|10.08.17
Louco de ciúme por ver a mulher, de 32 anos, trabalhar num centro comercial, o trabalhador rural começou a agredi-la com chapadas e pontapés em frente às filhas de 2 e 4 anos, na zona de Alcochete. A selvajaria prolongou-se por dois meses, com ameaças que se ela não fosse só dele, a matava e às meninas com uma arma do patrão. A vítima acabou por ganhar coragem. Fugiu de casa, mas ele subjugou-a quando ela permitiu um encontro com as filhas. Foi violada numa mata em frente às meninas.

Segundo apurou o CM junto de fonte policial, a relação do casal seria boa até terem, no início do ano, regressado do estrangeiro, onde trabalharam. Necessitados de rendimentos, a mulher encontrou emprego numa hamburgueria. Ele, com a mesma idade da vítima, trabalhava com máquinas agrícolas numa herdade. Começou a ter fantasmas de traição.

Inicialmente, tirou à mulher as chaves do carro. Em maio e junho passou às agressões físicas. Os espancamentos foram sendo cada vez mais comuns e violentos.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub