Auditoria à Ordem dos Advogados deteta várias irregularidades entre 2011 e 2016

Considerando que muitas notas de honorários/faturas não têm justificação para os montantes debitados.
Por Lusa|03.11.17
Uma auditoria à Ordem dos Advogados (OA) recomenda a criação de um departamento central de controlo e gestão, considerando que muitas notas de honorários/faturas não têm justificação para os montantes debitados.

O documento elaborado pela PKF & Associados, a pedido da atual direção da Ordem, e que a agência Lusa teve acesso, elenca um conjunto de recomendações para que possam ser melhorados os sistemas contabilísticos e de controlo interno.

Assim, é recomendada a criação de um departamento de planeamento e controlo de gestão, com funções de âmbito nacional, atualmente sob a alçada do departamento financeiro, que teria a seu cargo a definição de metodologias de orçamentação, controlo orçamental e definição de um sistema de reporte de dados financeiros, que "introduziria melhorias significativas na gestão dos recursos".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!