Sub-categorias

Notícia

Desviados dois milhões da Medicina Legal

Receitas com ações de formação terão dado entrada em entidades privadas.
Por André Pereira e Tânia Laranjo|10.01.17
Desviados dois milhões da Medicina Legal
Foto Pedro Catarino
Mais de 2 milhões de euros terão sido desviados do Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses (INMLCF), entre 2006 e 2014, para duas associações cujos órgãos sociais eram ocupados por elementos da direção da altura.

A verba resulta de receitas de ações de formação e prestação de serviços, realizados pelo INMLCF, que não terão entrado na contabilidade do instituto. Como pode estar em causa crimes de peculato e participação económica em negócio, o caso já foi comunicado à Procuradoria-Geral da República.

Segundo o relatório, a que o CM teve acesso, a direção de Duarte Nuno Vieira (presidente) e Francisco Corte Real (vice-presidente) ordenou "a utilização dos trabalhadores, dos equipamentos e dos carros do INML em eventos e cursos organizados por Associações Privadas, cujos corpos sociais eram constituídos por todos, ou pelo menos alguns, dos elementos referidos da ex-direção do INMLCF".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Sociedade

pub