Sub-categorias

Notícia

Encontrados 1193 coelhos mortos em exploração de Estarreja

Técnicos recolheram outros 3762 animais vivos que foram levados para o matadouro.
07.12.17

Os técnicos da Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) encontraram 1193 coelhos mortos numa exploração em Canelas, Estarreja. Foram ainda recolhidos 3762 animais que ainda estavam vivos e transportaram-nos para o matadouro. 

Encontrados 1193 coelhos mortos em exploração de Estarreja

Os milhares de coelhos estiveram cerca de duas semanas a morrer à fome e a DGAV tinha ordem para retirar os animais dos cativeiros esta quinta-feira.

A investigação ao caso vai continuar para que sejam apurados os responsáveis pelas mortes. 

"Vêm retirar os cadáveres primeiro e mais tarde os coelhos que ainda estão vivos. Hoje esteve cá a delegada de saúde e o comandante do SEPNA (GNR) para ver e fizeram-me algumas perguntas", disse ao CM José Moreira, proprietário da empresa. 

O responsável desmente os rumores, confirmados pelo Ministério da Agricultura, que tutela a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), de que já teve uma exploração de suinicultura que foi encerrada em 2014 por os animais terem sido deixados à fome. "É totalmente mentira. Eu estava a trabalhar numa empresa de cerâmica até criar esta", disse ao CM

No entanto, fonte oficial da DGAV explicou que "vão ser feitas averiguações e o proprietário vai ser responsabilizado porque era o fiel depositário dos animais".

Numa notificação a que o CM teve acesso e que foi enviada à empresa, a 30 de novembro, lê-se que "o proprietário dos animais deve tomar todas as medidas necessárias para assegurar o bem-estar e garantir que não lhe sejam causadas dores, lesões ou sofrimentos".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Sociedade

pub