Sub-categorias

Notícia

Governo quer mestrados de um ano e formações superiores curtas

Alterações no Ensino Superior foram aprovadas em Conselho de Ministros.
Por Lusa|15.02.18
Alargar o recrutamento para formações superiores curtas e promover mestrados de um ano e "orientados profissionalmente" são alguns dos objetivos da modernização do Regime Jurídico e Graus e Diplomas do Ensino Superior, aprovados esta quinta-feira em Conselho de Ministros.

A informação consta da "comunicação política sobre o Conselho de Ministros" divulgada aos jornalistas pelas 12h00, na sequência da reunião que começou cerca das 10h00 em Matosinhos, distrito do Porto, com uma agenda dominada pelo ensino superior e a ciência e um pacote de medidas que abrange doutoramentos em politécnicos, tratamento do cancro e uma "lei do espaço".

De acordo com a comunicação política, as principais ações da Modernização do Regime Jurídico de Graus e Diplomas do Ensino Superior (ES) contemplam ainda o "reforço das exigências sobre a capacidade das instituições de ES desenvolverem atividades de investigação e desenvolvimento como condição necessária para atribuição de graus académicos, em especial exigindo que os doutoramentos sejam atribuídos apenas por instituições associadas a unidades de Investigação e Desenvolvimento [I&D] com nota mínima de muito bom".

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!