Infarmed quer unidades de saúde com linha direta para esclarecer doentes de Parkinson

Presidente disse que vão ser contactadas as unidades do Serviço Nacional de Saúde para "poder haver uma linha direta".
14.09.18
  • partilhe
  • 1
  • +
A Autoridade do Medicamento quer que os hospitais e centros de saúde tenham uma linha direta para os doentes de Parkinson poderem contactar os seus médicos caso necessitem de mudar de medicamento.

A presidente do Infarmed disse que vão ser contactadas as unidades do Serviço Nacional de Saúde para "poder haver uma linha direta", para que os doentes possam contactar os seus médicos, com a finalidade de esclarecer sobre alternativas ao medicamento Sinemet, que está em rutura de 'stock'.

No final de uma reunião com laboratórios, sociedades científicas e representantes dos doentes, Maria do Céu Machado disse aos jornalistas que o centro de contacto SNS 24 está também preparado para esclarecer dúvidas aos doentes.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!