Junta de Benavente realiza "bazar social"

A Junta de Freguesia de Benavente vai realizar, a 8 e 9 de Dezembro, um "bazar social" para troca de livros usados, brinquedos, artigos para bebé, bijutarias e objectos de decoração por alimentos que se destinam a famílias em dificuldades.
13.11.12
  • partilhe
  • 0
  • +
Junta de Benavente realiza "bazar social"
Há cada vez mais famílias a pedir ajuda Foto d.r.

"A situação está muito complicada. Há muito desemprego, sobretudo porque a construção civil está quase sem actividade, mas também pela falta de trabalho em indústrias" da região, disse à agência Lusa a presidente da Junta de Freguesia de Benavente.

Leonor Parracho afirmou ser crescente o número de pessoas que recorrem à Segurança Social e à Câmara Municipal, mas também à Junta de Freguesia, que, não tendo orçamento para funções sociais, tenta colmatar essas dificuldades desenvolvendo algumas iniciativas.

O "bazar social" agendado para Dezembro surge na sequência de um outro, realizado em meados de Outubro, que promoveu a troca de livros usados por alimentos.

"No dia seguinte a termos entregado os alimentos recolhidos a 20 famílias tínhamos à porta o dobro ou o triplo à procura de ajuda", disse a autarca à Lusa.

"A frustração é muito grande, pelo que não nos resta mais do que tentar fazer alguma coisa", afirmou, sublinhando o facto de surgir "muita gente disponível para colaborar", sendo o polo da Universidade Sénior, com 500 alunos e 50 professores voluntários, "um grande parceiro".

Alunos da Universidade Sénior tomaram a iniciativa de recolher moedas numa das aulas, destinando-se o fundo assim constituído à compra de medicamentos para alguns idosos que "ou comiam ou compravam medicamentos".

As receitas médicas que ficam por aviar são entregues na sede da Junta, que as encaminha para o grupo de alunos da Universidade Sénior, comprando estes os medicamentos que a autarca faz depois chegar aos idosos.

"Há muitos casos", disse Leonor Parracho à Lusa, dando o exemplo de um casal de idosos (ele em cadeira de rodas sem qualquer apoio financeiro e ela com uma reforma de 450 euros) que tem a seu cargo um filho desempregado e o neto.

Entre os projectos que a Junta de Freguesia de Benavente gostaria de concretizar contam-se a criação de uma lavandaria social e de um banco local de voluntariado que permita, nomeadamente, fornecer uma sopa quente à noite.

Leonor Parracho referiu ainda a "grande preocupação" com a prestação de serviços de saúde no concelho, lamentando a situação de instabilidade que se vive no Serviço de Atendimento Permanente (onde são seguidos os mais de 7 000 utentes sem médico de família), com a renovação dos contratos com a empresa que coloca o pessoal médico a ser feita mês a mês.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!