Legionella deixa rasto de revolta

100 pedidos de apoio jurídico em Vialonga, Alverca, Póvoa de Santa Iria e Forte da Casa.
Por Cláudia Machado|03.12.14
  • partilhe
  • 0
  • +

Luís Oliveira, 59 anos, é um dos rostos da indignação e revolta deixados pelo surto de legionella, que afetou mais de 300 pessoas do concelho de Vila Franca de Xira. O reformado, de Alverca do Ribatejo, esteve internado no hospital de Cascais e pretende agora avançar com um processo judicial.

"Tive sintomas a 10 de novembro. Dei entrada no hospital de Vila Franca de Xira e depois e fui para Cascais", recorda Luís, que já pediu apoio jurídico à autarquia de Alverca.

Conhece os sintomas de legionella?



O reformado não esconde a " revolta" que o motiva a avançar no campo jurídico e apela "à união de todos os afetados". Ainda hoje, Luís sente os efeitos da pneumonia, que fez pelo menos dez vítimas mortais.

pub

pub