Sub-categorias

Notícia

Lisboa, Porto e Braga ultrapassaram limites de poluentes do ar em 2016

Em Portugal morreram prematuramente mais de seis pessoas devido a problemas associados à má qualidade do ar.
11.10.17
A organização ambientalista Zero alertou esta quarta-feira que a mortalidade associada à qualidade do ar é "muito significativa" e, em 2016, zonas de Lisboa, Porto e Braga continuaram a ultrapassar os valores-limite de poluentes.

"A mortalidade associada à qualidade do ar ainda é muito significativa", refere um comunicado da Associação Sistema Terrestre Sustentável, Zero, acrescentando que, em 2016, a média anual de dióxido de azoto foi superior ao permitido pela legislação europeia e nacional em locais de Lisboa, Porto e Braga.

O ano "2016 foi genericamente melhor do que 2015, mas ainda problemático em termos de qualidade do ar", resumem os ambientalistas.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Sociedade

Exclusivos

Fogos ameaçam água da rede

Fogos ameaçam água da rede

Especialistas avisam que qualidade da água vai piorar devido aos incêndios e rede pública pode ser afetada.

pub