Sub-categorias

Notícia

Metástases são fase preocupante no cancro da mama

Doença espalhada pelo corpo não tem cura. Este é o tumor maligno mais frequente nas mulheres.
Por Daniela Polónia|15.07.17
O cancro, quando está limitado à mama e aos gânglios linfáticos axilares, é curável em mais de dois terços dos casos. Por outro lado, se a doença já estiver espalhada, conseguimos até controlar e dar mais tempo de vida à paciente, mas não há tratamento curativo", explica José Passos Coelho, diretor do departamento de Oncologia do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures.

O cancro da mama metastatizado é a fase mais avançada da doença e acontece quando o tumor original se espalha para outros órgãos do corpo, através da corrente sanguínea ou da linfa. "Os órgãos mais envolvidos são os ossos, a cabeça, o fígado e o sistema nervoso central, embora possa afetar qualquer parte do corpo. A característica mais constante das doenças oncológicas é serem inconstantes", afirma o médico.
Saiba como fazer o auto-exame da mama

Este é o tumor maligno mais frequente na mulher, sobretudo na menopausa, já que está relacionado com o avançar da idade. Segundo os últimos dados da Direção-Geral da Saúde, a taxa de mortalidade do cancro da mama em Portugal era de 30,4 por cada 100 mil habitantes em 2014. O número de rastreios tem aumentado nos últimos anos.

Quimioterapia é tratamento eficaz
"Tratamentos como a quimioterapia são eficazes em qualquer tipo de cancro da mama e são utilizados hoje em dia em doentes cujos tumores são diagnosticados muito precocemente e com alta probabilidade de cura", afirma o oncologista José Passos Coelho. A administração é, regra geral, endovenosa, ou seja, através das veia.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Sociedade

pub