Sub-categorias

Notícia

Motoristas avançam com proposta de lei

Associação lamenta que lei para o setor não tenha sido aprovada.
Por João Saramago|18.03.17
  • partilhe
  • 0
  • +
Motoristas avançam com proposta de lei
Motoristas da Uber e da Cabify temem perda de trabalho para milhares Foto iStockPhoto
A associação de motoristas das plataformas Uber e Cabify lamentou que a proposta de lei do Governo que regula o setor do transporte descaracterizado não tenha sido aprovada no Parlamento e avançou que vai apresentar uma proposta legislativa.
O diploma do Governo para a regulamentação das plataformas eletrónicas de transporte baixou ontem à Comissão Parlamentar de Economia, Inovação e Obras Públicas.

Uma decisão dos deputados criticada pelo presidente da Associação Nacional Parceiros Plataformas Alternativas de Transportes, João Pica, que em comunicado referiu: "coloca em causa milhares de pessoas ligadas à atividade".

Diferente é a posição do representantes do setor do táxi, que classificam estas empresas de "ilegais". "Há inconstitucionalidade e ponderamos avançar para o tribunal administrativo", disse o presidente da ANTRAL, Florêncio Almeida. Para o presidente da Federação Portuguesa do Táxi, Carlos Ramos, a lei deverá "contemplar um número limitado de licenças e os profissionais do táxi devem ter prioridade no preenchimento das vagas".

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Sociedade

pub