Sub-categorias

Notícia

Mulher morta é notificada pelas Finanças mensalmente

Ameaças de penhora continuam a chegar, mesmo quatro anos depois da morte da idosa.
02.12.16
Mulher morta é notificada pelas Finanças mensalmente
Foto Tiago Sousa Dias

A Autoridade Tributária (AT) notifica todos os meses Maria José a avisar que tem dívidas por regularizar e ameaça a idosa com penhoras. Nunca vê resposta, uma vez que Maria José morreu há quatro anos.

O caso, denunciado pela imprensa, dá conta de que a família de Maria José, residente em Lisboa, estranhou a notificação, uma vez que a idosa era viúva, não tinha por hábito ter dívidas e nunca trabalhou fora de casa. As notificações são sempre endereçadas para o email de um neto, que costumava fazer o IRS da avó com a sua conta de correio eletrónico.

A AT dá conta da "existência de dívidas relativamente reduzidas, resultantes do não pagamento dessas importâncias, dentro do prazo legal" nos emails e, mal foi recebido o primeiro, assinado pelo chefe de Finanças, a família dirigiu-se ao balcão  das Finanças do lumiar, em lisboa, para regularizar a situação.

Com uma cópia da certidão de óbito de Maria José, foi dito que se tratava de um erro informático e que a situação seria corrigida imediatamente. No entanto tal não aconteceu e a família de Maria José  ainda voltou ao mesmo balcão mais cinco vezes, onde sempre lhes foi dito o mesmo. Ainda assim, todos os meses, as notificações chegam ao email do neto.

Acabou por desistir e lamenta que, mesmo quatro anos depois, seja difícil fazer o luto com uma recordação de que Maria José morreu todos os meses.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Sociedade

pub