Sub-categorias

Notícia

Aberto inquérito a caso de bebé que morreu à espera de obstetra

Caso aconteceu na Guarda e vai ser analisado por uma equipa externa.
17.02.17

Cláudia Costa, uma mãe na reta final da gravidez, perdeu o seu bebé na passada quinta-feira, depois de ter esperado mais de uma hora e meia por um médico obstetra, que se encontrava nas instalações do hospital, na Unidade de Saúde Local da Guarda.

Em conferência de imprensa, a administração do Hospital da Guarda confirmou que a mulher de 39 anos deu entrada às 09h30, mas escusou-se a confirmar qualquer cenário, garantindo que "vai ser aberto um inquérito" com especialistas externos para apurar responsabilidades sobre o que aconteceu. 

"Esta situação precisa de ser observada por alguém externo. Não posso estar a dizer algo que não está provado ainda", explicou o diretor clínico da unidade de saúde.

O responsável confirmou, no entanto, que a mulher deu entrada às 09h30, sendo registada às 09h34 com "perdas de sangue pouco significativas".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De Joselopes17.02.17
    dizem que autópsia vai apurar o que se passou, mas o que tem a autópsia a ver com a falta de apoio a esta mulher? o eletricista ou o canalizador, que se preparem porque provavelmente vão ser os culpados.
1 Comentário
  • De Joselopes17.02.17
    dizem que autópsia vai apurar o que se passou, mas o que tem a autópsia a ver com a falta de apoio a esta mulher? o eletricista ou o canalizador, que se preparem porque provavelmente vão ser os culpados.
    Responder
     
     0
    !

Mais notícias

Mais notícias de Sociedade

pub