Sub-categorias

Notícia

Profissionais ignoram direitos dos doentes

Estudo revela falta de informação sobre o acesso dos utentes a consultas e cirurgias.
Por Cristina Serra|17.05.17
  • partilhe
  • 5
  • +
Mais de metade (53,6%) dos médicos e enfermeiros inquiridos num estudo da Entidade Reguladora da Saúde (ERS) reconheceram desconhecer os direitos dos utentes, sobretudo no que diz respeito ao consentimento informado e aos tempos máximos de resposta para uma consulta ou cirurgia.

Segundo o estudo, a maioria dos inquiridos desconhecem que o consentimento informado é sempre necessário e que não tem de ser realizado por escrito. Existe ainda um elevado desconhecimento sobre os tempos máximos de resposta para a realização de consultas nos centros de saúde e hospitais, de cirurgias e de alguns exames.

Quando questionados sobre a propriedade do processo clínico, apenas 49,2% dos profissionais de saúde e 35,7% dos administrativos responderam acertadamente, indicando que o mesmo pertence ao doente.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Sociedade

pub