Sub-categorias

Notícia

Mais 113 milhões não travam greve dos professores

Orçamento prevê 90 milhões pelo descongelamento de carreiras e 23 milhões para as progressões.
Por João Saramago|15.11.17
Os professores participam hoje numa greve e numa manifestação frente ao Parlamento pela contagem do tempo em que os salários estiveram congelados e não houve progressão na carreira.

A paralisação ocorre apesar de o Governo prever na proposta do Orçamento para o próximo ano um reforço de pelo menos 113 milhões de euros nos salários resultantes do descongelamento e progressão nas carreiras.

No processo faseado de descongelamento a ser posto em prática até 2021, para o próximo ano está previsto em reforço de 90 milhões de euros. Estão também estipulados 20 milhões de euros referentes a progressões de sete mil professores, que resultam num aumento salarial que oscila entre os 100 e os 300 euros. Nas contas do Governo, há também mais três milhões de euros a serem entregues aos professores relativos à vinculação extraordinária de 3500 docentes.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Sociedade

pub