Samba molhado no Norte e Centro

A vontade de desfilar fez milhares esquecerem a chuva. Uma explosão de cor e alegria, com o ritmo frenético do samba, contagiou o País.
Por João Saramago e Silvana Araújo Cunha|12.02.18
É Carnaval e ninguém leva a mal: foi desta forma que os milhares de foliões que, no Norte e Centro do País participaram nos corsos, enfrentaram os chuviscos. Mais a Sul, em Sines e Loulé, a festa rolou no máximo sem que São Pedro provocasse alguma partida.
As melhores fotos do Carnaval português

As condições meteorológicas adversas levaram, contudo, o corso da Mealhada a ter sido adiado para esta segunda-feira às 22h00. O domingo de Carnaval foi então celebrado numa tenda, com a presença das quatro escolas de samba e dos Reis do Carnaval (Vítor Hugo e Raquel Loureiro).

Mau tempo compromete desfiles de Carnaval
Em Estarreja, a chuva ameaçou mas os foliões não se deixaram intimidar. Os 12 grupos, divididos entre escolas de samba e grupos de folia, saíram à rua e desfilaram na grande novidade deste ano: o ‘Sítio do Carnaval’, no Parque Municipal do Antuã. "É um espaço mais curto, mas parece-me melhor, mais organizado", disse ao CM Luísa Lopes, que costuma assistir ao desfile em Estarreja.
Cortejo de palhaços junta milhares em Sesimbra


O grupo ‘Vai Quem Quer’ fez as honras do 1º Grande Corso, sambando ao ritmo da gula. ‘Uhmm! Que Delícia’ foi o tema que fez a plateia começar dançar. Esta segunda-feira, a festa continua em Sesimbra com a presença de milhares de palhaços.


pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!