Sub-categorias

Notícia

Crianças sem vacina expostas ao sarampo fora das escolas

DGS aconselha por um período de 21 dias.
Por Lusa|19.04.17

A Direção-Geral de Saúde (DGS) aconselhou esta quarta-feira as escolas a afastarem dos estabelecimentos de ensino por um período de 21 dias qualquer membro da comunidade escolar que, depois de exposto ao vírus do sarampo, recuse ser vacinado.

"Os delegados de saúde verificam a existência de contacto com um doente em fase de contágio e sugerem, quando indicada, a vacinação. Nestes casos, e perante a recusa da vacinação de qualquer membro da comunidade escolar, em situação de pós-exposição, aconselha-se a não frequência da instituição durante 21 dias após o contacto", refere a orientação da DGS hoje publicada na página oficial do organismo.

Os diretores das escolas públicas já hoje tinham pedido que a DGS emitisse para os estabelecimentos de ensino uma circular para tranquilizar os ânimos relativamente às vacinas dos alunos, sobretudo por causa do sarampo, que provocou hoje a morte de uma adolescente de 17 anos.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Sociedade

Exclusivos

375 idosos casaram em 2016

375 idosos casaram em 2016

Maioria dos homens escolhem uma mulher mais nova. Em 64 casos, a diferença é de pelo menos 21 anos.

pub