Sub-categorias

Notícia

Sexo oral é principal causa de cancro da garganta

Jovens que praticam sexo oral são as principais vítimas de cancro de garganta. Segundo o estudo desenvolvido pelo oncologista brasileiro Luiz Paulo Kowalski o consumo de tabaco e de bebidas alcoólicas deixaram de ser as principais causas de cancro da garganta.
20.09.12
  • partilhe
  • 0
  • +
Sexo oral é principal causa de cancro da garganta
A prática de sexo oral de forma desprotegida pode ser um risco para a saúde do homem e da mulher Foto Sean Nel / Getty Images

Segundo Luiz Paulo Kowalski, director do Núcleo de Cabeça e Pescoço do Hospital A.C. Camargo, em São Paulo, há uma mudança do perfil do doente. O oncologista referiu que a doença, “que era frequente em homens com mais de 50 anos que fumavam e bebiam, é agora mais comum em jovens com idades entre os 30 e 40 anos que fazem sexo oral desprotegido e têm vários parceiros”.

Também em Portugal investigadores obtiveram uma conclusão semelhante.

O Instituto Português de Oncologia (IPO), em Lisboa, está a diagnosticar mais casos de cancro oral em jovens numa altura em que aumenta a taxa da mortalidade associada à doença - morrem cerca de 300 pessoas por ano.

Todos os anos são detectados 1500 novos casos: 1200 em homens e 300 em mulheres. E 25 por cento dos tumores verificam-se em pessoas que não bebem nem fumam. O IPO alerta para a relação da doença com o vírus do papiloma humano (VPH), transmitido por via do sexo oral.

Daniel de Sousa, chefe de Serviço de Cirurgia da Cabeça e Pescoço do IPO de Lisboa e professor de Medicina e Patologia Oral da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa, diz que estamos perante um novo fenómeno: "Doentes oncológicos vítimas de novos hábitos sexuais, nomeadamente do sexo oral com vários parceiros."

O perfil tradicional do doente com cancro oral foi alterado. "Era um homem entre os 50 a 60 anos, fumador e com hábitos alcoólicos."

Apesar de serem "cancros orais com uma menor agressividade" e que "respondem melhor à terapêutica" quando detectados a tempo, Daniel Sousa defende a necessidade de medidas preventivas, nomeadamente "a criação de uma rede de cuidados primários que englobe médicos dentistas para facilitar uma detecção precoce de novos casos".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
7 Comentários
  • De Flammer28.09.12
    Pode-se apanhar esse virus a fazer um cunillingus? Não estou a gozar, preciso mesmo de saber.
    Responder
     
     -1
    !
  • De zéi21.09.12
    sexo só para procriar e nada mais. Esta coisa de oral é um nojo...
    Responder
     
     21
    !
  • De Miriam20.09.12
    por favor!gente porca?Sempre devem ter uma vida sexual+satisfatória que a vossa...daqui a mais estão a dizer que tudo o q nao seja posiçao missionario,de preferencia so p/prazer masculino,é ordinario,nao?Que santos..eheh
    Responder
     
     30
    !
  • De Pedro A.20.09.12
    Está notícia não tem peso científico, e literatura suficiente para provar que seja o caso, Ainda há muita investigações para ser feitas. Não deveriam por isto nas mãos da media ... É um absurdo!!!
    Responder
     
     15
    !
  • De Já vou!20.09.12
    Os anónimos, das 14h14 e das 15h05, que comentaram são uns ignorantes! Enfim!
    Responder
     
     23
    !

Mais notícias

Mais notícias de Sociedade

pub