Sub-categorias

Notícia

Tratamento inovador à próstata preserva vida sexual

Já foram tratados quase 1300 doentes com esta técnica. Um terço são estrangeiros.
Por Cláudia Machado|22.10.17
Deitado na maca, o sueco Ola Kraft, de 61 anos, garante que não sente nada. "Estou ótimo", assegura ao CM, ao mesmo tempo que a equipa do Hospital St. Louis, em Lisboa, lhe reduz o tamanho da próstata através de uma técnica minimamente invasiva, com um baixo risco de complicações como a disfunção sexual ou a incontinência urinária.
Tratamento inovador à próstata preserva vida sexual

Chama-se embolização das artérias prostáticas e já foi aplicada em quase 1300 doentes em Portugal. Um terço são estrangeiros. O empresário sueco é precisamente um exemplo da procura que esta técnica tem além-fronteiras.

"O meu urologista, na Suécia, disse-me que precisava de cirurgia, mas percebi que era muito invasiva e poderia afetar a minha vida sexual. Comecei a pesquisar e encontrei artigos sobre este procedimento em Portugal. Quando decidi avançar, pareceu-me óbvio que fosse aqui", afirma Ola Kraft.

Com uma próstata de 130 gramas, quando os valores considerados normais vão até aos 35, já apresentava graves complicações. "Deixei de conseguir urinar e tinha de usar um cateter", explica o empresário, lamentando que o tratamento "não seja mais divulgado e praticado noutros países".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Sociedade

pub