Sub-categorias

Notícia

O Facebook deixa-nos tristes

Estudo revela que abuso de interação virtual deixa utilizadores "mal com a vida".
05.06.17

Os utilizadores do Facebook dedicam em média 50 minutos do seu dia a esta rede social. Quase tanto tempo como o utilizado para comer e beber que, em média, ocupa apenas uma hora do nosso dia.

O tempo despendido pelos internautas no Facebook é tão relevante que há já várias investigações comportamentais sobre as pessoas que utilizam esta que é a maior rede social do mundo.

Um estudo recente das universidades norte-americanas de Yale e San Diego chegou à conclusão que esta agitada vida online não é saudável e que, quanto mais tempo uma pessoa passar no Facebook, maior será a deterioração do bem estar social.

A investigação concluiu ainda que quando existe uma queda no número de 'gostos' nas publicações partilhadas por uma pessoa este apresenta mais sinais de insatisfação com o seu estado físico e mental, deixando-os tristes e "mal com a vida".

O médico e sociólogo Nicholas Christakis, do departamento de ciência biossocial da Universidade de Yale, e a epidemiologista Holly Shakya, especialista em estudos de saúde pública da Universidade de San Diego, analisaram o comportamento de mais de 5 mil utilizadores do Facebook entre 2013 e 2015.

Já anteriormente, a Universidade de Michigan tinha chegado à conclusão que o Facebook não fazia as pessoas felizes e que utilizavam esta rede social com maior frequência quando se "sentem deprimidos".

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Tecnologia

pub