"Ruído de emissões de rádio e televisão afasta aliens"

“Fazemos demasiado ruído para que alguém nos possa ouvir noutro planeta”. As palavras são de Frank Drake, cientista fundador, em 1950, do projecto “Procura de Inteligência Extraterrestre” (SETI, na sigla original) e criador da ‘Fórmula de Drake’ (que tenta determinar o número de civilizações extraterrestres em condições de emitir sinais), que afirma que a digitalização dos sinais de rádio e televisão nos torna praticamente invisíveis para os extraterrestres que aguardam um “olá” nosso.
27.01.10
  • partilhe
  • 0
  • +
"Ruído de emissões de rádio e televisão afasta aliens"
Foto Arquivo CM

A televisão analógica, as transmissões de rádio e radares, entre outros, são detectáveis em vários sistemas estrelares vizinhos. Se alguma civilização alienígena observasse estas emissões poderia facilmente perceber que, em algum lugar do Sistema Solar, estão a ocorrer coisas incomuns. No entanto, os programas de televisão e rádio que podem denunciar a nossa posição no Universo estão a desaparecer. Os recentes “apagões analógicos” e a proliferação de conteúdos pagos transmitidos de forma codificada, convertem as nossas emissões em algo semelhante a ruído. Mesmo que extraterrestres sintonizem aparelhos de localização de sinais nas frequências que utilizamos hoje em dia é provável que não obtenham nenhuma prova da nossa existência, defende o canal NeoTeo, especializado em ciência e tecnologia.

Frank Drake acredita que, se existem seres extraterrestres com um grau suficiente de evolução, devem estar a procurar vida noutros planetas, tal como os terráqueos fazem.

O cientista, que se dedica à procura de sinais ópticos oriundos de outros planetas e colabora no desenho de telescópios como o Allen Array da Califórnia, também defende que a digitalização de conteúdos funcionou como um diminuidor de potência das nossas emissões.

O especialista afirma que os ET’s devem estar a sentir dificuldades de detecção de decibéis provenientes da Terra, que além do mais sofrem uma “amputação quando transmitidos por satélite”.

“Se isto continua será imposible encontrar-nos”, confirmou Drake, durante uma conferência da Royal Society.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!