Sub-categorias

Notícia

Arménio Carlos aplaudido em plenário da Impresa

Trabalhadores esgotam auditório e criticam falta de informação da administração da empresa sobre venda de revistas.
Por Duarte Faria|30.11.17
O auditório do grupo Impresa foi pequeno para, na quarta-feira, ouvir o secretário-geral da CGTP e outros representantes sindicais. Jornalistas, paginadores, administrativos e comerciais aplaudiram a intervenção de Arménio Carlos num plenário convocado pela Comissão de Trabalhadores para discutir o processo de reestruturação da empresa de Francisco Pinto Balsemão.

Segundo apurou o CM o mal-estar agravou-se após Francisco Pedro Balsemão (filho do fundador do grupo) ter assumido a presidência, em março de 2016. "Francisco Pinto Balsemão sempre soube manter o diálogo quer com os Conselhos de Redação, quer com a Comissão de Trabalhadores. Uma prática que foi quebrada pela atual administração", disse ao CM um trabalhador do grupo.

Foi precisamente o apelo ao diálogo entre administração e trabalhadores que arrancou os maiores aplausos do discurso do secretário-geral da CGTP. "Manifestámos a nossa solidariedade com os trabalhadores da Impresa. Um grupo com esta dimensão não pode deixar de respeitar aqueles que ajudaram a construir a sua credibilidade", afirmou ao CM Arménio Carlos.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De tojornais30.11.17
    Entraram os sindicalistas logo o fracasso está garantido. Já Na Auto Europa o caminho é o mesmo. Sorefame estaleiros de Viana e outros sítios onde entram os bastardos dos sindicatos e de seguida tudo fechado. Como sempre os sindicalistas nunca são despedidos e levam o dobro dos trabalhadores.
1 Comentário
  • De tojornais30.11.17
    Entraram os sindicalistas logo o fracasso está garantido. Já Na Auto Europa o caminho é o mesmo. Sorefame estaleiros de Viana e outros sítios onde entram os bastardos dos sindicatos e de seguida tudo fechado. Como sempre os sindicalistas nunca são despedidos e levam o dobro dos trabalhadores.
    Responder
     
     0
    !

Mais notícias

Mais notícias de Tv Media

pub