Europa quer gigantes a pagar por conteúdos

Proposta do Parlamento Europeu aponta à consolidação do mercado único digital.
Por Pedro Rodrigues Santos|21.06.18
Europa quer gigantes a pagar por conteúdos
A Google, à semelhança de outras plataformas digitais multinacionais, está sob o fogo legislativo do Parlamento Europeu Foto Lusa/Nuno Veiga
Aatual legislação europeia, que rege os direitos de autores na era digital, parece ter os dias contados. A comissão de Assuntos Jurídicos do Parlamento Europeu aprovou ontem uma proposta de diretiva que põe em xeque gigantes da internet como o Facebook, a Google e o YouTube.

A proposta visa obrigar aquelas plataformas a pagar aos criadores e aos editores pelo uso dos conteúdos. A medida responde às exigências da comunicação social europeia, que tem assistido à diminuição das vendas em papel e das receitas publicitárias, como sucede no mercado português.

O eurodeputado alemão Alex Voss, que lidera a discussão da proposta no Parlamento Europeu, justifica a alteração por plataformas como o Google, o Facebook e o YouTube gerarem lucros substanciais com os conteúdos partilhados pelos utilizadores. Um artigo da proposta prevê a instalação de filtros que bloqueiem a publicação de informação protegida por direitos de autor. Outro exige às plataformas o pagamento de licenças para acederem a conteúdos.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!