Sub-categorias

Notícia

Portugal vai esperar para pôr Google a pagar

Governo prefere aguardar pelos seus parceiros europeus para taxar gigantes da internet.
Por Sónia Dias|04.12.17
O Governo português não inseriu no Orçamento do Estado para 2018 novas medidas de tributação da economia digital, apurou o CM junto do ministério das Finanças. Isto significa que, ao contrário da Itália, Portugal vai esperar pelos parceiros europeus para tomar qualquer iniciativa.

Já a Itália avançou sozinha na criação de um imposto digital aplicável aos serviços de empresas como Google, Amazon ou Facebook. De acordo com o ‘Financial Times’, a medida está na proposta de Orçamento do Estado do país para 2018 e pretende que 6% dos valores pagos por empresas em produtos digitais - tais como publicidade - sejam retidos em impostos. Ainda assim, a proposta prevê a isenção para serviços comprados por pessoas individuais e para produtos adquiridos até 30 euros.

Em setembro, Portugal juntou-se à proposta liderada pela França para avançar com um modelo de tributação da economia digital. Na altura, o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes, anunciou que Portugal se juntava à iniciativa apoiada ainda pela Alemanha, Itália e Espanha, por uma questão financeira mas também de "justiça".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De Nuno SIlva04.12.17
    Claro que prefere esperar. Portugal não consegue fazer nada sózinho sem aprovação de terceiros. Não é novidade nenhuma.
1 Comentário
  • De Nuno SIlva04.12.17
    Claro que prefere esperar. Portugal não consegue fazer nada sózinho sem aprovação de terceiros. Não é novidade nenhuma.
    Responder
     
     0
    !

Mais notícias

Mais notícias de Tv Media

pub