Sub-categorias

Notícia

RTP tem 33 milhões para pagar por futebol

Empresa tem contratos assinados até 2022 que implicam gastos totais de 48,5 milhões para a compra de conteúdos.
Por Hugo Real|16.06.17
RTP tem 33 milhões para pagar por futebol
Foto Paulo Calado
No final do ano passado, a RTP tinha "compromissos assumidos", entre 2017 e 2022, relativos a "contratos ou acordos celebrados com terceiros para a compra de direitos, exibição de filmes e outros programas" num valor superior a 48,5 milhões de euros. Deste montante, a grande fatia diz respeito a conteúdos de desporto, que totalizam quase 33 milhões de euros.

Só para este ano, o grupo público tinha mais de oito milhões de euros em contratos de direitos desportivos, dos quais o mais caro é a Liga dos Campeões (cerca de seis milhões de euros). Já para 2018, ano do Mundial de Futebol, o valor é de quase 11,2 milhões de euros. Se para 2019 e 2020 ainda não existem contratos celebrados, para 2022, quando se realiza o Mundial do Qatar, o montante contratualizado é de 13,2 milhões de euros.

Tirando o futebol, é na ficção nacional que a RTP tem um investimento considerável já acordado, sobretudo para 2017, onde o valor atinge os 8,7 milhões de euros (total até 2022 é de 9,2 milhões). Recorde-se que este ano a empresa pública já emitiu séries como ‘Ministério do Tempo’, ‘Sim, Chef!’, ‘Vidago’ e ‘Filha da Lei’. A 5 de julho estreia ‘Madre Paula’ e, até ao final do ano, ainda podem chegar ao ecrã ficções como ‘Último Recurso’, ‘Tudo Incluído’, ‘Três Mulheres’, ‘País Irmão’, ‘A Criação’ e ‘1986’.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Tv Media

pub