Sub-categorias

Notícia

“TDT é apenas negócio para quem a distribui”

Camadas mais desfavorecidas da sociedade penalizadas pela nova tecnologia.
Por Pedro Rodrigues Santos|10.03.17
  • partilhe
  • 0
  • +
“TDT é apenas negócio para quem a distribui”
Carlos Rodrigues, diretor-adjunto do CM e da CMTV , abordou a problemática da implementação da TDT em Portugal Foto Vítor Mota
“TDT é apenas negócio para quem a distribui”
A Televisão Digital Terrestre (TDT) está ferida de morte por um espírito inconstitucional desde o início", afirmou Carlos Rodrigues, diretor-adjunto da CMTV e do Correio da Manhã, no seminário ‘TDT: Qual o Próximo Passo?’. O evento da Associação Empresarial de Comunicações de Portugal, que ontem aconteceu em Lisboa, reuniu técnicos do setor audiovisual para discutirem os desafios que se colocam à segunda fase da execução da TDT no nosso País.

As falhas recorrentes na receção do sinal dos canais presentes na TDT, para o responsável da CMTV, estigmatizaram "as franjas mais pobres da sociedade", quer na falta de pluralidade da oferta em sinal aberto, quer na falta de acesso às notícias relevantes no momento.

"A TDT, como está hoje, é apenas negócio para quem o distribui [a PT]", acrescentou Carlos Rodrigues. E a RTP, que possui quatro canais em sinal aberto desde dezembro, tem "um papel desregulador do mercado, pagando muito acima do retorno publicitário possível para projetos privados que aspirem chegar a toda a sociedade através dessa plataforma". O grupo público paga anualmente 10 milhões de euros para ter a RTP1, RTP 2, RTP 3 e RTP Memória na televisão digital.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Tv Media

pub