Sub-categorias

Notícia

TDT não avança por culpa do Parlamento

Ministro disse na Assembleia da República que atraso na nomeação da nova ERC está a adiar o concurso para novos canais.
Por Duarte Faria|08.11.17
O processo de alargamento da Televisão Digital Terrestre (TDT) a dois novos canais privados vai ficar adiado para 2018. O Governo tinha prometido, no final do ano passado, abrir ainda este ano um concurso para a introdução de dois novos canais na plataforma digital, em moldes ainda a definir, mas o objetivo saiu gorado. Tudo porque o Parlamento ainda não definiu a composição do novo conselho regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), ao qual caberá decidir sobre a atribuição de licenças.

"Não temos culpa que a Assembleia da República ainda não tenha eleito a nova ERC. Isso não tem facilitado o nosso trabalho", afirmou ontem o ministro da Cultura Castro Mendes, ouvido no Parlamento a propósito da proposta de Orçamento do Estado. Recorde-se que o mandato do atual conselho terminou há um ano.

Questionado sobre o negócio de compra da Media Capital (dona da TVI) pela Altice (dona do MEO), Castro Mendes recusou tomar uma posição. "O Governo deve aguardar o parecer da Autoridade da Concorrência, a quem cabe a última palavra se o negócio viola ou não os princípios da concorrência. Não cabe ao Governo substituir-se aos reguladores".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Tv Media

pub