Correio da Manhã

Arte e natureza em Estarreja
Foto Hugo Monteiro
Edifício exemplar de 'Arte Nova', em Estarreja
Foto Hugo Monteiro
Foto Hugo Monteiro
Foto Hugo Monteiro
Foto Hugo Monteiro
Foto Hugo Monteiro
Foto Hugo Monteiro
 Fachada da Capelinha de Santo António, em Estarreja
Foto Hugo Monteiro
Por Nelson Rodrigues | 16:10
  • Partilhe
A terra que viu nascer Egas Moniz tem exemplos notáveis da Arte Nova.

Estarreja possui notávies exemplos da Arte Nova, corrente arquitetónica e artística, que surgiu em finais do século XIX.

Neste concelho, o estilo estético foi da autoria de conceituados autores como Ernesto Korrodi, Francisco da Silva Rocha, Jaime Inácio dos Santos e José de Pinho. Desta corrente, merece especial destaque a Casa-Museu Egas Moniz, localizada na freguesia de Avanca, a casa de Francisco Maria de Oliveira Simões, em Salreu, assim como alguns exemplares situados na avenida Visconde de Salreu, em Beduído.

Tirando partido da produção artística de azulejo, das fábricas do Côjo, da Fonte Nova, Aleluia e das Olarias de Aveiro, a arquitetura da Arte Nova encontra neste concelho características muito peculiares para poder expressar no traço do azulejo toda uma plasticidade e cromatismo que a enriquecem.

A Casa-Museu Egas Moniz – médico nascido a 29 de novembro de 1874, em Avanca, e falecido em Lisboa a 13 de dezembro de 1955 – é um dos exemplos da Arte Nova. Reconstruída em 1915, revela o estilo eclético do seu projetista, Ernesto Korrodi, e de apontamentos da Arte Nova, nomeadamente ao nível das cantarias, do ferro e de alguns elementos e do espólio artístico.
Mas nem só da Arte Nova vive este concelho.

Mas nem só da Arte Nova vive este concelho. Quem o visita não pode deixar de conhecer a Casa-Museu Marieta Solheiro Madureira. O edifício, concebido no final da década de 40 do século XX para residência do casal Madureira, foi, após a morte de D. Marieta, adaptado a casa-museu, tendo sido transformado num ‘hino ao amor’. Possui uma diversificada coleção de pintura, arte sacra, mobiliário, cerâmica, prataria e objetos diversos.

PUBLICIDADE
Detentor de um património natural ímpar, o município de Estarreja possui longos quilómetros de frente ribeirinha polvilhados e recortados por múltiplos esteiros e ribeiras, que lhe conferem uma sublime beleza paisagística. Para quem gosta de natureza, o ideal é fazer um passeio pela BioRia.

Terras humanizadas, modeladas por um mosaico de habitats, alguns raros e outros de elevada importância como os caniçais, juncais, arrozais, campos agrícolas, sapal salgado e praias de lodos, que gozam de uma biodiversidade única composta por inúmeras espécies da flora e fauna autóctone. Todos estes mistérios naturais do concelho podem ser descobertos nos percursos de natureza. Por aqui é possível ver a garça-vermelha, a águia-sapeira, a coruja-do-nabal e o pisco-de-peito-azul.

Carnaval anima a cidade com muita festa, folia e diversão 
O Carnaval de Estarreja é sinónimo de uma grande festa e diversão, que invadem a cidade todos os anos, sempre com grandes corsos onde desfilam milhares de figurantes das escolas de samba e dos grupos de folia. 

Siga o CM no Facebook.

  • Partilhe
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE