Correio da Manhã

Monumentos imponentes e locais verdes para visitar em Vouzela
Foto Nuno André Ferreira
Antiga ponte ferroviária é a construção mais imponente da vila de Vouzela
Foto Nuno André Ferreira
Locomotiva a vapor ainda está em cima de carris e em bom estado de conservação
Foto Nuno André Ferreira
Museu municipal está dividido em três salas
Foto Nuno André Ferreira
Igreja matriz foi edificada no final do século XII
Foto Nuno André Ferreira
Fachada da Igreja da Misericórdia apresenta cunhais encimados por pináculos
Foto Nuno André Ferreira
Vila tem muitos espaços verdes
Foto Nuno André Ferreira
São o ex-líbris de Vouzela, da região e da beira alta
Por Tiago Virgílio Pereira | 18:01
  • Partilhe
Beleza natural, património, história e uma das iguarias mais apreciadas. É desta forma que podemos resumir esta vila beirã.

Beleza natural, património, história e uma das iguarias mais apreciadas. É desta forma que podemos resumir esta vila beirã.

Situada numa verdejante região de grande beleza natural e forte feição rural e tradicional, Vouzela apresenta também um interessante património arquitetónico, como a Igreja Matriz em estilo Românico, o Pelourinho, a Igreja da Misericórdia do século XVIII, a Capela de São Frei Gil datada do século XVII, bem como as várias casas senhoriais e solares, construídos com o típico granito da região.

Na estrada de acesso à sede de concelho há vestígios do grande incêndio de outubro do ano passado. Salvou-se a zona envolvente da área urbana da vila. A começar pela antiga ponte ferroviária. É enorme e faz a passagem por um vale profundo. De dia é monumental e à noite ganha mais beleza com a iluminação suave e eficaz. Um dos lugares onde a ponte mais encanta é vista do fundo do vale, a partir da fonte da Nogueira, mandada construir no século XVI e que ainda tem o brasão do príncipe D. Luís.

Recorde-se que foi na praia fluvial de Porto Várzea, na freguesia de Campia, em Vouzela, que o presidente da República começou o périplo pelas praias fluviais do interior do País, nas regiões afetadas pelos incêndios do ano passado. O chefe de Estado andou de mochila às costas, num programa fora da agenda oficial.

Marcelo Rebelo de Sousa não provou um dos doces mais apetecíveis e desejados de Vouzela, da região Centro e, talvez, do País. Os pastéis de Vouzela, com uma massa tão fina como os cabelos dos anjos e um recheio de fazer crescer água na boca, têm uma receita que é conhecida por poucas pessoas e que vai sendo passada de geração em geração. Trata-se, por isso, de um dos segredos mais bem guardados e de prova obrigatória para quem ali passa.

PUBLICIDADE
Mas voltando ao casamento entre o passado e o presente, um outro roteiro que merece ser cumprido com atenção é o das torres medievais. São construções dos séculos XII e XIII, foram casas residenciais que, por norma, tinham entre dois a três pisos e a forma de torre. Tratava-se de uma forma de ostentação da nobreza rural. No concelho de Vouzela há três torres. A que está localizada em Vilharigues, mais próxima da sede de concelho, foi requalificada e é agora um espaço museológico.

Vitela de Lafões promove o concelho e tem festival
Conta já com cinco edições o Festival Gastronómico da Vitela de Lafões e Produtos Regionais que decorre em Vouzela. Através deste prato típico, o concelho afirma-se cada vez mais como embaixador da apetitosa vitela de Lafões.

Siga o CM no Facebook.

  • Partilhe
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE