Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
5

A beleza singular do Peso da Régua

Cidade tem desde sempre uma ligação ao vinho e possui um museu que retrata toda a história da região.
Ana Isabel Fonseca 9 de Janeiro de 2018 às 20:46
Pontes sobre o Rio Douro são um dos marcos da cidade de Peso da Régua
Miradouro de São Leonardo de Galafura inspirou Miguel Torga
Zona ribeirinha da cidade permite apreciar a beleza da paisagem da região
Museu do Douro dá a conhecer a história da região e das suas gentes
Capela do Cruzeiro foi erguida em 1747, nas ruínas de um antigo templo
No centro da cidade pode apreciar alguns produtos típicos
Pontes sobre o Rio Douro são um dos marcos da cidade de Peso da Régua
Miradouro de São Leonardo de Galafura inspirou Miguel Torga
Zona ribeirinha da cidade permite apreciar a beleza da paisagem da região
Museu do Douro dá a conhecer a história da região e das suas gentes
Capela do Cruzeiro foi erguida em 1747, nas ruínas de um antigo templo
No centro da cidade pode apreciar alguns produtos típicos
Pontes sobre o Rio Douro são um dos marcos da cidade de Peso da Régua
Miradouro de São Leonardo de Galafura inspirou Miguel Torga
Zona ribeirinha da cidade permite apreciar a beleza da paisagem da região
Museu do Douro dá a conhecer a história da região e das suas gentes
Capela do Cruzeiro foi erguida em 1747, nas ruínas de um antigo templo
No centro da cidade pode apreciar alguns produtos típicos
Peso da Régua é dona de uma beleza singular que enche a alma de quem a visita. É uma daquelas cidades que não pode ficar esquecida e é, sem dúvida, um destino imperdível para quem aprecia o vinho e a sua história. São aliás a vinhas que despertam de imediato a atenção de quem visita a localidade.

Essa mesma ligação da cidade ao vinho está espelhada no Museu do Douro, que se encontra instalado na Casa da Companhia, um edifício do século XVIII que foi outrora centro de vinificação e armazenamento. O espaço pretende dar a conhecer a história e o desenvolvimento de toda a região e é lá que podemos também encontrar exposições dedicadas ao vinho.

Um outro marco da cidade e que é imperativo para quem a visita são as três pontes de Peso da Régua. Atravessam o rio Douro, permitindo completar toda aquela região. Para continuar a apreciar a paisagem basta seguir depois pela zona ribeirinha, que se trata de um elemento identificador da história deste território e, também, das suas gentes. O cais da Régua é um local a destacar, um movimentado ponto de chegadas e partidas.

E para quem quer ter uma vista completa de toda a região basta subir ao miradouro de São Leonardo de Galafura, um dos mais enigmáticos da região do Douro. É a partir desse local que podemos admirar todo o vale no seu esplendor. Foi precisamente este local que inspirou Miguel Torga, que nasceu a poucos quilómetros. Enquanto contemplava a vista do miradouro, o escritor escreveu diários e poemas, onde falava da "beleza absoluta" do Douro.

Os visitantes podem depois embrenhar-se pelo centro da cidade e conhecer a capela do Cruzeiro, que foi erguida em 1747 no local onde restavam as ruínas de um templo atribuído ao imperador Constantino Magno. Devido à falta de pedreiros, destacados para a construção do convento de Mafra, e às subidas constantes do rio, foi construído um templo mais modesto, de grande simplicidade artística.

A visita pode depois terminar nos antigos armazéns do cais de mercadorias da Refer. O espaço foi recuperado e alberga agora algumas lojas e restaurantes. É lá que os visitantes podem degustar um bom vinho, bem como deliciarem-se com alguns dos produtos mais típicos da região.

Degustações e provas de vinhos nas quintas
Peso da Régua tem diversas quintas que se dedicam há muito à produção de vinho e recebem visitantes. Basta marcar uma hora para conseguir provar alguns dos melhores néctares e degustar, ao mesmo tempo, produtos típicos da região. 
Peso da Régua cidade vinho museu beleza gastronomia viagem viagens
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)