Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
6

A Grande Barreira de Coral é uma das sete maravilhas naturais do mundo

Património da Humanidade estende-se por mais de dois mil quilómetros ao longo da costa australiana e pode ser visto do espaço.
Sónia Dias 9 de Outubro de 2016 às 20:09
Vista geral da Grande Barreira de Coral
Além dos corais, a região oferece ilhas e praias paradisíacas, apenas acessíveis de barco ou avioneta
A fauna marinha é uma das mais diversas do planeta. Mergulhar aqui é como entrar noutra dimensão
O Barron Gorge National Park, perto de Cairns, oferece algumas das melhores paisagens de floresta tropical
Mais de 1500 espécies de peixes, 3 mil de moluscos e cerca de 215 de aves, juntamente com esponjas, anémonas e tartarugas marinhas, vivem juntos na Grande Barreira de Corais australiana
Muitos ilhéus são reservas naturais que abrigam milhares de espécies animais, entre as quais aves
alguns dos locais da grande barreira de coral são facilmente acessível pelos turistas que procuram realizar o sonho de uma vida
Vista geral da Grande Barreira de Coral
Além dos corais, a região oferece ilhas e praias paradisíacas, apenas acessíveis de barco ou avioneta
A fauna marinha é uma das mais diversas do planeta. Mergulhar aqui é como entrar noutra dimensão
O Barron Gorge National Park, perto de Cairns, oferece algumas das melhores paisagens de floresta tropical
Mais de 1500 espécies de peixes, 3 mil de moluscos e cerca de 215 de aves, juntamente com esponjas, anémonas e tartarugas marinhas, vivem juntos na Grande Barreira de Corais australiana
Muitos ilhéus são reservas naturais que abrigam milhares de espécies animais, entre as quais aves
alguns dos locais da grande barreira de coral são facilmente acessível pelos turistas que procuram realizar o sonho de uma vida
Vista geral da Grande Barreira de Coral
Além dos corais, a região oferece ilhas e praias paradisíacas, apenas acessíveis de barco ou avioneta
A fauna marinha é uma das mais diversas do planeta. Mergulhar aqui é como entrar noutra dimensão
O Barron Gorge National Park, perto de Cairns, oferece algumas das melhores paisagens de floresta tropical
Mais de 1500 espécies de peixes, 3 mil de moluscos e cerca de 215 de aves, juntamente com esponjas, anémonas e tartarugas marinhas, vivem juntos na Grande Barreira de Corais australiana
Muitos ilhéus são reservas naturais que abrigam milhares de espécies animais, entre as quais aves
alguns dos locais da grande barreira de coral são facilmente acessível pelos turistas que procuram realizar o sonho de uma vida
Santuário para milhares de espécies marinhas, a Grande Barreira de Coral estende-se por mais de dois mil quilómetros ao longo da costa da Austrália, no estado de Queensland.

Considerada uma das Sete Maravilhas Naturais do Mundo, este Património da Humanidade, tão vasto que pode ser visto do espaço,  é composto por quase três mil recifes, 300 atóis e 600 ilhas.

Para explorar esta região, o mais fácil é viajar até Cairns ou Port Douglas, de onde partem a maioria dos passeios para a zona de corais, onde é possível fazer mergulho ou snorkeling. Em ambos os casos, a emoção é garantida.

É como entrar num mundo repleto de vida e cor, com milhões de peixes (como o famoso Nemo, um peixe-palhaço) a entrar e a sair dos corais.

Por aqui também podem avistar-se tubarões, tartarugas gigantes, raias, golfinhos e até baleias.

Um autêntico universo paralelo que, infelizmente, se encontra em risco de desaparecer (ver caixa). Por isso, levar máquina fotográfica à prova de água é obrigatório.

Um dia não chega para visitar a região, que, além da barreira de coral propriamente dita, oferece ilhas desertas, praias paradisíacas e até um percurso de cascatas – Rainforest – para explorar.

Lady Elliot Island e Fraser island, ambas reconhecidas pela UNESCO, também merecem uma visita. Ambas as ilhas são apenas acessíveis por avioneta (40 minutos) e só a viagem já é uma aventura, além de oferecer vistas impressionantes da Grande Barreira de Coral. É possível pernoitar nas duas ilhas, em resorts simples e ecológicos. Lady Elliot recebe, no máximo, 150 visitantes por dia, pelo que convém fazer reserva antecipada.

Rodeada de corais, abriga ainda uma vasta espécie de aves e oferece um pôr do sol incrível. Já Fraser é a maior ilha de areia do Mundo! Os aborígenes chamavam-lhe K’gari, que significaria ‘paraíso’ e alberga mais de cem lagos.

Subida da temperatura da água é dos principais motivos pelos quais os corais estão a perder a cor
A Grande Barreira de Coral está a passar pelo mais grave processo de branqueamento já registado.

Segundo cientistas, 93% dos recifes que integram a lista de Património Mundial da Humanidade estão afetados.

A descoloração do maior ecossistema de corais do Mundo é provocada, principalmente, pela subida da temperatura da água, que elimina as algas simbióticas que fornecem ao coral a sua cor e nutrientes.

De acordo com o World Wildlife Fund, os recifes de corais são o lar de um quarto de toda a vida marinha do planeta e servem de suporte para mais espécies do que outro ambiente marinho, embora cubram menos de 1% da superfície terrestre.

Património da Humanidade costa australiana Grande Barreira de Coral sete maravilhas do mundo férias
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)